Pontualidade do pagamento do consórcio supera 90%, diz pesquisa

Data da postagem: 15/04/2021


O pagamento do consórcio é efetuado no prazo em mais de 91% das parcelas. Foi o que constatou pesquisa realizada pela 'Serasa Experian', com base em dados de 1,6 milhão de pessoas do Cadastro Positivo. Trata-se do maior percentual obtido entre as modalidades de financiamento avaliadas, perdendo apenas para o consignado, que é descontado diretamente em conta.

A pontualidade no pagamento do consórcio superou outras quatro modalidades, segundo o estado. São elas: financiamento automotivo (88,5%), empréstimo pessoal (88,5%), financiamento imobiliário (87,9%) e cartão de crédito (86,8%). No recorte por faixa etária, a pontualidade superou os 93% entre quem tem mais de 60 anos, mas ficou em 89,7% no público de até 35 anos.

E por que a elevada pontualidade no pagamento do consórcio?
 

Para a gerente do departamento jurídico da ABAC, Elaine da Silva Gomes, um dos fatores que ajuda a explicar o fato do pagamento do consórcio ser tão pontual é a contemplação. “Não acredito que seja o ponto principal, há também outros fatores a serem considerados, como as parcelas serem mais baixas que outras modalidades. Porém, a pontualidade está diretamente ligada ao desejo do consorciado ser contemplado, seja por sorteio ou lance”, pondera.

Isso acontece porque os contratos de consórcio trazem regras que excluem o consorciado inadimplente de participar dos sorteios e de ofertar lances. Ou seja, ele perde a chance de realizar seu objetivo inicial, definido no momento em que entrou para o grupo de consórcio. “Aqueles que ainda não foram contemplados, certamente fizeram o consórcio com o objetivo de ter a carta de crédito na mão, por isso, o pagamento acaba se tornando uma prioridade no orçamento de quem optou por esta modalidade de financiamento”, avalia o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

A questão da pontualidade se mantém relevante mesmo entre quem já foi contemplado e adquiriu o bem ou serviço. Afinal, cada participante do grupo depende da contribuição de todos os consorciados para cumprir o grande objetivo de receber o crédito e, assim, ter acesso ao mercado de consumo. “Como envolve algo de valor relativamente alto, há o receio de atrasar as parcelas e acabar perdendo o carro, moto ou imóvel adquirido, por exemplo”, acrescenta Luiz Rabi. 

Sobre a pesquisa da Serasa Experian

 

A partir das informações da base de dados do Cadastro Positivo da Serasa Experian, o levantamento inédito considerou uma fotografia de novembro de 2020 dentro de uma amostra de 1,6 milhão de pessoas que utilizam algum produto financeiro em todo o país. O estudo buscou identificar o comportamento dos brasileiros em relação ao consórcio como: representatividade, pontualidade e comprometimento da renda, com visões por faixa de renda, idade, Estados e Regiões do Brasil.

Veja abaixo alguns destaques da pesquisa:

  • No geral, 11,8% dos rendimentos são destinados ao pagamento das parcelas do consórcio. É o menor se comparado com as demais modalidades de financiamento, como consignado, empréstimo pessoal ou automóveis;
  • Os consumidores com renda acima de R$ 10 mil possuem a maior penetração nos consórcios (6,8%), mas os de menores rendimentos são os que possuem a maior pontualidade;
  • A região Norte, que reúne a maior parte da população com rendimentos menores, registra maior penetração frente às demais (3,6%), com pontualidade de 94,9%, acima da média nacional.
Fonte: https://blog.abac.org.br/drops-de-mercado/pagamento-do-consorcio-pesquisa-serasa