Veículos leves: Negócios aumentam mais de 50% com vendas.

Data da postagem: 17/08/2021


VEÍCULOS LEVES: NEGÓCIOS AUMENTAM MAIS DE 50% COM VENDAS CRESCENDO ACIMA DOS 30%, NOS CINCO MESES 

 

(AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS, UTILITÁRIOS) 

Ao prosseguir apresentando crescimento, o consórcio de veículos leves registrou alta de 52,3% nos negócios realizados, apoiado no aumento de 31,9% nas adesões, que anotaram evolução de 19,8% no tíquete médio. O setor, que inclui automóveis, camionetas e utilitários, avançou 2,6% nos créditos concedidos, relativos às contemplações que se reduziram em 10,8%. O volume de consorciados ativos alcançou 3,90 milhões em maio.

 

Ao analisar o comportamento das vendas de novas cotas de veículos leves em maio, com 118,74 mil, em relação ao mesmo mês do ano passado, com 74,66 mil, observou-se aumento de 59,0%. Ao comparar com janeiro e abril deste ano, que somaram 108,51 mil e 110,58 mil, respectivamente, verificaram-se crescimento de 9,4% e de 7,4%.

  

 

As quase 230 mil contemplações em veículos leves foram potencialmente injetadas no mercado nacional, propiciando 30,2% de participação nas comercializações do mercado interno, que totalizaram 756,68 mil. Portanto, um veículo a cada três vendidos, considerada a divulgação da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). 

 

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 

- 3,90 MILHÕES (MAIO/2021) 

- 3,50 MILHÕES (MAIO/2020)

  CRESCIMENTO:11,4% 

 

VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 

- 581,89 MIL (JANEIRO-MAIO/2021) 

- 441,27 MIL (JANEIRO-MAIO/2020)  

CRESCIMENTO: 31,9% 

 

VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 

- R$ 28,58 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2021) 

- R$ 18,77 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2020) 

  CRESCIMENTO: 52,3% 

 

TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 

- R$ 49,90 MIL (MAIO/2021) 

- R$ 41,66 MIL (MAIO/2020) 

  CRESCIMENTO: 19,8%  

 

CONTEMPLAÇÕES* (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 

- 228,47 MIL (JANEIRO-MAIO/2021) 

- 256,18 MIL (JANEIRO-MAIO/2020) 

  RETRAÇÃO: 10,8% 

* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO.  

 

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 

- R$ 11,19 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2021) 

- R$ 10,91 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2020) 

  CRESCIMENTO: 2,6%